• vacations palsul

"Onda de calor ou episódio de altas temperaturas: que estamos a viver?"

"Neste belo e soalheiro Dia da Mãe, o calor imenso que por nós fora previsto há já vários dias acabou por se confirmar. Será uma onda de calor ou um episódio de altas temperaturas? O que estamos a viver? Contamos-lhe tudo aqui!


O calor imenso que estamos hoje a sentir de norte a sul de Portugal continental foi potenciado por duas condições atmosféricas essenciais: a colossal intrusão de uma massa de ar quente e seco vinda do Norte de África, que entrou pela nossa geografia a partir da região do Algarve, e o vento de Leste (levante) que contribuiu largamente para que os termómetros disparassem para valores de temperatura máxima impressionantes, tendo em conta que hoje ainda é 3 de maio. Por ser um calor estival (de verão) tão precoce, poder-se-ia pensar que este calor veio para ficar, e que a partir de hoje estaríamos embebidos naquilo que é vulgarmente conhecido por onda de calor, o que convém tornar mais claro. Então o que estamos a viver?


Segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), a definição de onda de calor aplica-se quando, durante pelo menos seis dias consecutivos, as temperaturas máximas diárias registadas são superiores em 5 ºC ao valor médio diário do período de referência. Numa outra perspetiva, ligeiramente diferenciada, o IPCC (Painel Intergovernamental de Alterações Climáticas) defende, através do seu Índice de Duração de Onda de Calor (IPCC, 2001), que onda de calor existe quando: durante pelo menos cinco dias consecutivos, as temperaturas máximas diárias registadas são superiores em 5 ºC ao valor médio diário do período de referência. Onda de calor verifica-se quando durante pelo menos seis dias consecutivos as temperaturas máximas diárias registadas são superiores em 5 ºC ao valor de referência A duração da onda de calor parece ser o único ponto em que o IPCC e a OMM não estão de acordo. Assim, aquilo que estamos a experienciar não é uma onda de calor, mas sim um episódio de altas temperaturas de curta duração. Este calor é anormal? A anomalia térmica positiva detetada demonstra valores de temperatura máximos, durante algumas horas, entre 10 ºC a 14 ºC acima do que é habitual, na maioria das regiões portuguesas. Este calor anómalo acabou por revelar valores de temperatura estivais e remete para uma sensação térmica de tempo de verão, e, apesar de ainda estarmos na primavera, este tipo de ocorrência não é anormal, nem sequer descabido, dado que terá um período de vida curto na nossa latitude.


A temperatura máxima, que começou a aumentar ontem, e que hoje subiu de forma acentuada, volta a descer amanhã, também de forma acentuada. A temperatura mínima, todavia, vai registar uma suave subida. (...) "


Retirado de :

https://www-tempo-pt.cdn.ampproject.org/v/s/www.tempo.pt/noticias/actualidade/onda-de-calor-episodio-altas-temperaturas-que-estamos-viver-portugal_amp.html?amp_js_v=a3&amp_gsa=1&usqp=mq331AQFKAGwASA%3D#aoh=15885368578954&referrer=https%3A%2F%2Fwww.google.com&amp_tf=De%20%251%24s&ampshare=https%3A%2F%2Fwww.tempo.pt%2Fnoticias%2Factualidade%2Fonda-de-calor-episodio-altas-temperaturas-que-estamos-viver-portugal.html


2 visualizações
Entre em contato connosco !

geral@vacationsinalgarve.com

Tel: +351 934962442

A nossa morada:

 

Rua de São Pedro, n.º 119 Loja

no sítio da Boavista,

8500-448 Portimão,

Algarve, Portugal

Livro de reclamações:
Aceitamos os seguintes meios de pagamento:
get-it-on-google-play.png

© 2023 por Loft City. Orgulhosamente criado com Wix.com / Quinta da Baticova, Gestão Imobiliária Lda

Image provided by Lexe-I has not been altered and is used in compliance with CC License.